Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
31 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57757 )
Cartas ( 21192)
Contos (12694)
Cordel (10206)
Crônicas (22323)
Discursos (3143)
Ensaios - (9126)
Erótico (13426)
Frases (44549)
Humor (18704)
Infantil (3971)
Infanto Juvenil (2910)
Letras de Música (5481)
Peça de Teatro (1321)
Poesias (138405)
Redação (2955)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2413)
Textos Jurídicos (1930)
Textos Religiosos/Sermões (5038)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->PERDIDOS... -- 03/05/2020 - 10:53 (GERMANO CORREIA DA SILVA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

PERDIDOS...
(
Categoria Poética: Tautograma)


Pobres pássaros pretos!


Persistem perambulando pelos prados pardacentos, procurando piolhos-de-cobra, potencialmente, perigosos.

Percebendo-os, por pura prevenção, parei para pensar.

Pasme, pessoal, porque, preventivamente, precisei parar:

Parecendo pássaros pretos, poderão permanecer perdidos pelos prados poluídos, pequenas pombas pardas, pardais, pegas, pintassilgos, picanços, pica-paus, perdizes, pés-encarnados, porque precisarão papar pequenas plantas, pulgões, piolhos, poucos pernilongos presos por palpos previamente preparados para pegar pequeníssimas presas.

Pararão para pernoitar, pois, posteriormente, precisarão prosseguir procurando possíveis poças potáveis.

Pobres pássaros persistentes, procumbidos pós precário pernoite!   Possivelmente, permanecerão perdidos.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 16Exibido 28 vezesFale com o autor