Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
216 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58157 )
Cartas ( 21211)
Contos (12857)
Cordel (10239)
Crônicas (22094)
Discursos (3147)
Ensaios - (9228)
Erótico (13452)
Frases (45304)
Humor (18938)
Infantil (4161)
Infanto Juvenil (3234)
Letras de Música (5506)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138720)
Redação (2996)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2418)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5252)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Gênio* -- 16/03/2020 - 11:06 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Gênio*

Em brigas (no bom sentido) de amor, quando os enamorados desfazem, provisoriamente, enlace e comunicação e permanecem alimentando ódio (ou sentimento parecido), um não toma a inicativa de entendimento nem o outro; com certeza, o amor -- profundo amor -- é menor!

Talvez não valha a pena sofrer por isso; por outro lado, pode valer -- depende muito do coração.

Quem decide amar sem ouvir o cérebro, pode experimentar decepções -- esperadas ou ocasionais; seguindo-os (coração e cérebro),  é maior a probabilidade de não se arrepender.

Moral da história: quem decide amar ouvindo o coração e obedece à racionalidade dificilmente se arrepende.

* Brasília, DF, 16/03/2020.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 31 vezesFale com o autor