Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
111 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57043 )
Cartas ( 21170)
Contos (12600)
Cordel (10078)
Crônicas (22200)
Discursos (3134)
Ensaios - (9000)
Erótico (13395)
Frases (43638)
Humor (18454)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2687)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138232)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->ONDE ENTRA A CIÊNCIA -- 08/01/2004 - 20:00 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O desenvolvimento científico nos possibilibou descobrir muitos enganos do passado. Mas nem todos os cientistas estão aptos a explicar determinadas coisas que não pertencer aos seus ramos científicos. É aí uma das situações que muitas pessoas podem estar enganadas como veremos abaixo:



“‘Achava que a fé em Deus se baseava mais na emoção do que na razão...jamais encontrei uma contradição entre fatos científicos comprovados e os ensinos da Bíblia.Quanto mais levanto os olhos para o alto para examinar a vastidão, a complexidade e a beleza do universo, mais aprecio o trabalho do Projetista inteligente que criou tudo isso e estabeleceu as leis que mantêm a coesão e harmonia. Observo uma abundância de Energia Dinâmica que não deixa dúvida quanto a existência de um Criador...A Bíblia é a verdade absoluta...’

Alton Willians - Cientista da NASA, astrofísico no Centro George C. Marshall de Vôos Espaciais da NASA - participou no projeto teórico e experimental da construção do telescópio de Raio X Chandra que foi lançado em órbita pela Columbia.



Nota-E me vem um certo anticristo e um certo Freitas negar a Bíblia e a existência de um Criador achando que vai convencer alguém”
. (Anticristo x Alton Willians -- 07/01/2004 - 21:48 - Don Cuervo)



Citar a palavra de um cientista aqui ou ali dizento que uma coisa é correta ou incorreta tem mesmo uma aparência de dado de grande credibilidade. Por isso, pode surgir uma grande dúvida, quando um cientista diz “jamais encontrei uma contradição entre fatos científicos comprovados e os ensinos da Bíblia” e outro diz “a bíblia é cheia de contradições”. Em quem acreditar?



Para definir quem está com a razão – um tem que estar enganado -, temos que verificar quem dá prova concreta do que diz.



Nós, que obervamos muito o que a ciência nos traz de novidade, levamos em conta que cada cientista entende bem da sua área, mas podem não saber nada de outras. É como disse Freud após conversar muito com Einstain: “Ele sabe tanto de psicanálise quanto eu de física”.



Nós que estudamos a Bíblia de forma isenta olhamos primeiramente para os detalhes mais simples, que todo homem comum pode ver e entender, para depois partirmos para os mais complexos para os quais temos que buscar ajuda dos especialistas em diversas área. Talvez o tal astrofísico não tenha tempo para ler minuciosamente a Bíblia, aceitando alguns resumos produzidos pelos bibliólatras especializados de várias religiões, o que o impede de ver onde estão as contradições.



Muitas das contradições bíblicas são facilmente inteligíveis a qualquer uma criança que tome conhecimento das duas narrativas conflitantes. Outras falhas são expressões de conceitos equivocados vigentes entre o povo da época. Aí é que entram os vários ramos da ciência.



Mas, partindo para o lado mais simples, vemos pelos vários relatos conflitantes que é impossível para o leitor cauteloso dizer tudo isso é a pura verdade.



Quando o escritor do Gênesis disse que “Arfaxade gerou a Selá; e Selá gerou a Eber”(Gênesis, 10: 24) e o evangelista disse que ”Salá” era filho “de Cainã, Cainã de Arfaxade... (Lucas, 3: 36), até uma criança pode ver aí a discrepância e se peguntar: “Existiu Cainã?”. Se Cainã não existiu, Lucas deu uma informação falsa, o que testemunha contra a veracidade da Bíblia. Mas, se Cainã realmente existiu como disse Lucas, o escrito do Gênesis deu uma informação errada, informando que Salá era filho de Arfaxade em vez de informar ser ele um neto.



Agora, quando vamos para a genealogia contada no evangelho de Mateus, aí é que a coisa se complica mais. São duas linhagens diferentes até chegar ao pai de uma mesma pessoa. Nada tem a ver com lado materno e lado paterno como algumas pessoas infundadamente dizem. Isso também qualquer criança entende, fala-se de homem, seu filho, seu neto, seu bisneto, sem jamais mencionar uma mulher, e finalmente chega a “José”. (Ver detalhes).



Sem me deter em várias outras contradições claras como essas, vamos para o lado doutrinário, onde pode não ser difícil enganar uma criança ou até mesmo muitos adultos, mas um análise cuidadosa mostra discrepâncias inconciliáveis:



“ “Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tão pouco terão eles recompensa, porque sua memória jás no esquecimento” (Eclesiastes, 9: 5). “no além, para onde vais, não há obra, nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma” (Eclesiastes, 9: 10). Essa é a crença dos hebreus do passado expressa no Velho Testamento, aceita atualmente pelas testemunhas de Jeová, pelos adventistas e alguns outros cristãos.



“...hão de prestar contas àquele que é competente para julgar vivos e mortos; pois, para este fim foi o evangelho pregado também aos mortos” (I S. Pedro, 4: 5, 6). Esta é uma das versões cristãs, aceita pela maioria dos milhares de ramificações do Cristianismo, embora oposta à lição contina da parábola “rico e Lázaro”, onde ficou bem definino que após a morte não haveria como voltar atrás (Lucas, 16: 19-26) sem inócuo pregar evangelho “aos mortos”.



Só bem recentemente, desapareceram todas as dúvidas de que a Terra não é o centro do universo e um disco ou um quadrado flutuando nas águas do mar. Mas, para os escritores bíblicos, isso erra uma verdade divina. Assim também, hoje não temos dúvida de que é impossível cair estrelas na Terra. Entretanto, nos dias de Jesus, isso parecia uma coisa perfeitamente viável. São essas algumas das pequenas coisas que o famoso astrofísico nem deve ter lido.



Ver mais CIÊNCIA



ÍNDICE SISTEMÁTICO

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui