Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
151 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58098 )
Cartas ( 21211)
Contos (12859)
Cordel (10239)
Crônicas (22077)
Discursos (3147)
Ensaios - (9222)
Erótico (13450)
Frases (45239)
Humor (18923)
Infantil (4142)
Infanto Juvenil (3223)
Letras de Música (5502)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138673)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5243)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->E com que roupa! -- 22/05/2011 - 01:30 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O grande Olavo Bilac era mesmo um craque na escrita, mas péssimo na administração de suas finanças e andava sempre na pindaíba. Um belo dia, Olavo apresenta-se em seu alfaiate, Augusto Campos da Paz, e lhe encomenda mais um terno. Augusto se queixa de dívidas atrasadas mas resolve tentar e testar o Poeta:

- Grande Olavo, se botares o meu nome num de seus belos poemas eu lhe faço o terno de graça!

Passados quinze dias, corre a notícia de que fora finalmente escolhido o texto do Hino à Bandeira, uma composição de Olavo Bilac - que ganhou seu terno de graça: Salve lindo pendão da esperança,
salve símbolo Augusto da Paz...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 291 vezesFale com o autor