Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
104 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12637)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44326)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2861)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Carta indígena -- 26/01/2020 - 16:33 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Carta indígena 

Sou o proprietário, sócio majoritário desta terra de encantos e belezas naturais. O caminho das Índias, escaravisaram e violentaram nossas índias. Mulheres natureza mãe da terra e da Mata Atlântica que hoje vivem restritas ou as mais ousadas, tentam de qualquer forma garantir sua existência na sociedade onde ainda são vistas como mulheres à parte da sociedade onde o capitalismo é o verdadeiro selvagem. Muitas foram arrancadas de suas famílias e de suas ocas. Nossa beleza indígena é tropicalmente bela na beleza cantada no clima tropicaliente. Caliente é o amor Índia nessa terra Brasilis que esbarra em Dom Casmurro, a chance de ser a personagem principal. Desafia-lhe entao, na luta pelo amor da Índia Jussara que, ao sentar ao lado de Graciliano, o único ramo da procissão, dela enamorou-se. Torquato com ciúmes da estátua ficou, mas não chamou à luta o nobre literário que preferiu ler para a nativa a história de Fabiano e família. A Índia, encantada ficou e um beijo selou a amizade entre o literário imóvel sentado à beira da Pajussara a ser testemunha do amor entre um branco e Jussara, a rainha do mar Pajussara. Machado, o Assis retirou-se ao perceber que na luta pelo amor não há vencedores ou perdedores, mas quem ame para amado, ser.


Marcos Palmeira

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui