Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
58 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59106 )

Cartas ( 21236)

Contos (13107)

Cordel (10292)

Crônicas (22195)

Discursos (3164)

Ensaios - (9434)

Erótico (13481)

Frases (46493)

Humor (19273)

Infantil (4456)

Infanto Juvenil (3718)

Letras de Música (5478)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138218)

Redação (3051)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5518)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->A Usina de Letras e os "amantes minguantes" -- 03/01/2004 - 20:21 (Georgina Albuquerque) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Algumas vezes enferma comatosa, os amantes minguantes aproveitam para massagear-lhe incessantemente as coxas, entre os rotineiros cuidados com a pele e os cabelos. São as insistentes presenças que vomitam incansáveis práticas sobre a paciente inerte, no fundo esperançosas de que esta não se reabilite, acontecimento que resultaria em perda funcional.



Observados com silenciosa desconfiança (o comodismo instalado), a participação evolui para uma excitação crescente, os minguados penetrando numa área extensa e morna. Mais íntimos com a amada e propensos a serem pais, almejam estabilidade através do casamento, com registro em livro e tudo o mais.



O aborto é inevitável e também produtivo. A sua premência exige reviravolta, necessidade de novas fórmulas laboratoriais e reprodutores mais eficazes.





.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui