Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
114 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57032 )
Cartas ( 21169)
Contos (12596)
Cordel (10075)
Crônicas (22194)
Discursos (3134)
Ensaios - (8999)
Erótico (13394)
Frases (43630)
Humor (18451)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2683)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138226)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->“A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU” -- 02/01/2004 - 21:32 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Afirma-se que a Bíblia é “a palara do Senhor” Yavé. Tudo que ali está escrito é “a verdade”. Mas a própria Bíblia apresenta um parâmetro para avaliarmos isso. Com esse princípio, encontramos a “palavra que o Senhor não falou”.



Moisés teria dito:



“Quando o profeta falar em nome do Senhor e tal palavra não se cumprir, nem suceder assim, esta é a palavra que o Senhor não falou; com presunção a falou o profeta; não o temerás” (Deuteronômio, 18: 22).



Seguindo a instrução de Moisés, fui procurar quem teria realmente dito a palavra de Yavé. Deixando de lado os profetas anteriores aos dias de Josias, em cujo reinado foi encontrado o livro da lei na reforma do templo, comecei com Miqueias.



Miquéias anunciou que a Assíria seria abatida pelo “messias” que nasceria em “Belém” (Miquéias, 5: 2-15). A Assíria caiu diante do rei de Babilônia e vieram vários outros reinos posteriores, sem vir o reino eterno do messias. Assim sendo, deixei a palavra de Miquéias na classe “A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU”.



Verifiquei Isaías. Ele predisse que após a queda da Babilônia, o Senhor criaria novos céus e nova Terra, e o povo de Israel teria aquele reino de perpétua paz, e as nações afluiriam para ali para adorar Yavé (Isaías, 65 e 66). Mas, caiu Babilônia, veio Medo-Pérsia, depois Grécia, depois Roma, e nada da pacífica nova Jerusalém. Concluí que esse também disse “A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU”.



Resolvi analisar a palavra de Daniel. Essse disse que o quarto reino a começar de Babilônia daria lugar ao reino eterno de Yavé (Daniel, 2 e 7). O quarto reino foi Roma. Mas roma caiu há mais de quinze séculos; a Igreja Cristã dominou o mundo; a Inglaterra dominou depois; hoje os Estados Unidos estão dominando; e não veio o reino eterno que deveria suceder a Roma. Assim sendo, esse também disse “A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU”.



Jesus de Nazaré, que para o Cristianismo foi o “Messias”, não obstante o “Messias” tivesse sido predito para os dias da Assíria, também teria afirmado, segundo Mateus e Lucas, que após o tempo de angústia provocado pela diáspora que seguiu à destruição de Jerusalém, ocorreria o escurecimento do Sol, a queda das estrelas e o retorno dele próprio (Jesus) para estabelecer o referido reino. Mas tudo isso passou há muitos séculos, e não apareceu ninguém para estabelecer esse reino divino. Então Jesus também disse “A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU”!.



Quem teria dito a palavra do Senhor Yavé? Todos que predisseram o futuro falharam. Será que ninguém falou a palavra de Yavé? Nada encontrei que me apresentasse algum indício de que esse Yavé exista. Se não encontrei nada dentro dos parâmetros apresentados, uma certeza tenho: nada que está escrito é palavra do Senhor Yavé. Tudo é “A PALAVRA QUE O SENHOR NÃO FALOU”.



AS ESTÓRIAS MAIS FURADAS







Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui