Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57033 )
Cartas ( 21169)
Contos (12587)
Cordel (10075)
Crônicas (22195)
Discursos (3134)
Ensaios - (8999)
Erótico (13394)
Frases (43631)
Humor (18452)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2684)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138230)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4851)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Música, Clarice e útero -- 07/11/2019 - 08:49 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Música, Clarice e útero 

A música é muito importante na sintonia divina que canta dores e acalma ou agita os ânimos  na paz ou na guerra. Ela trabalha nno tom do dom no desejo instante Povo. Vejo o homem/ útero numa dualidade, cuja  formação é muito forte. Chico Buarque tem essa senssibilidade Deus para assentir a alegria e dor Mãe, esse sentir útero Buarque brinda a humanidade. O útero é primordial é  origem da vida, muito forte na formação cidadã. Uns se libertam na poesia e leve fica nas linhas do tempo no Templo Terra. Só a poesia tornará a vida suportável. 🌹🌹🌹☀☀☀👏👏👏👏 Uma bruxa que me encanta com seus escritos é a Clarice Lispector nas páginas de felicidade Clandestina ; " É natal! Lá uma lapinha, uma sala com uma mesa com vários assentos de sentires, um pinto colado numa tábua, piando, sentindo dores horríveis para alegria dos homens." Esse surrealismo me deixa no mar a mar. Genialidade de Clarice, útero privilegiado.☀☀☀🌹🌹🌹
🤲🤲🤲🤲 O dom de Clarice Lispector, a fez sobreviver ao estado crônico de depressão e a tornou ser quem ainda é.  Há dores que brilham. A dela, a ajudaram a brilhar num vôo da madrugada de uma andorinha em sua felicidade clandestina. Já dizia uma música de Gilberto Gil:" Realce, se a vida fere como a sensação do brilho, de repente a gente brilhará.... realce!"

Realce, Clarice! E a felicidade deixa de ser clandestina, pois a dor a realçará no vôo da andorinha rumo ao ambiente de paz extrauterino.

Marcos Palmeira

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui