Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
17 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O silêncio do meu grito -- 22/10/2019 - 18:30 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O silêncio do meu grito

Tento voltar ao normal, mas não tá fácil pois não vejo as cores de outrora nem o sol no zênite no campo verde. Contemplo as borboletas de Zita a voarem sobre as árvores, mas vivo atordoado em meio a tantas reuniões onde a insensibilidade humana é o registro da ata. Desejo me esconder abaixo de um lençol e beber para suprir a sede da essência  e adormecer a alma que chora no meu diabo ser.
É tarde.... e à noite sento-me num banquinho e observo os passeios de largos passos. Cá no calo, então calo- me e sinto frio, sem fazer referência à uma solidão na gratidão de um não de um programa dor.
A gentileza numa fina flor, aflora o usado para descartar com harmonia  numa ceia no cálice da boa morada. Meu cérebro viaja na dor e minha senssibilidade vai do litoral ao sertão e do nascer às  costas do Sol. Sou um homem nauseado, numa cultura favelada de uma fé falida e mesmo assim, remo. A felicidade para mim,  tem sido um éter num vulcão que assola dor e a vegetação após minha carcaça adubar o chão, forma campos verdejantes. Sou um cão que lambe os tapetes para sentir o desejo Deus no meu mundo de um instante sem rumo.
Preciso ser salvo dessa agonia que assola meu peito, Xuquita! Preciso sentir a lua no mar a mar.

Marcos Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui