Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
188 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138700)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->CARTA DE AMOR ETERNO II -- 16/02/2012 - 12:16 (getulio silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

CARTA DE AMOR ETERNO II

 

 

 

Ah, meu amor!

 

 

 

Se outras vidas me fossem dadas, em todas eu amaria você, tamanho é o amor que sinto por ti!Ah, como é imenso o meu amor por você. O seu amor me faz viver e só esse amor, é a chama que ilumina a minha vida. Em outros tempos, cheguei a duvidar da existência do amor, pois para mim era coisa de novela, cinema, livros... Uma coisa inventada pelo homem, para amenizar o sofrimento da alma alheia. E foi assim, que naquele nosso primeiro encontro, todas as minhas teorias a respeito do amor, foram por água abaixo...

Ao vê-lo descer do ônibus, o meu coração disparou e uma coisa estranha invadiu minha alma, tive a impressão de ter vivido aquele momento em outras vidas!Nada me era surpresa, eu o já conhecia de vidas passadas!  Aqueles cabelos, os olhos, o nariz, a boca... Tudo me era muito familiar. Ah, os gestos e maneira de falar, impressionante! Até a voz eu já havia escutado, outrora!

E, daí em diante, não nos separaram mais, se é que alguém nos separou em outras vidas, e agora, estamos vivendo esse amor como se fosse o último de nossas vidas terrenas, pois viveremos esse amor eternamente!

Nada vai nos separar, nem a morte, inimiga dos mortais e amantes, que um dia virá, terá o poder supremo da separação de nossas almas, pois ficaremos ligados por um elo indissolúvel que, resistirá a qualquer intempérie da vida e da morte!

Esse nosso amor, sobreviverá aos temporais!

 

 

 

 

 

 

Getúlio Silva 2012. 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui