Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
101 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Dr Cera Caprioto -- 22/09/2019 - 17:37 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Dr. Cera Caprioto

Nascido de uma doideira revolucionária do inferno, Dr Cera reclamava porque vivia derretendo tal cera de vela no Palácio do Caprioto. Lá, o calor era tão grande que fundia o juízo até do proprietário e provocava efusão do bom senso até do alto escalão. Era só fusão e fúria que alimentava o palácio que de tanto calor, provocava mal estar em quem por longe passasse. Mas o doutor não tinha noção do que seria senso bom e noção do bem estar que seria causado pelo equilíbrio náutico no mar de ideias e pronunciamentos respeitosos junto ao clero.  Tentou até se refugiar no círculo das promessas aquarteladas, mas nem nesse lugar deu certo. Findou sendo obrigado a aposentadoria compulsória por conta das doideiras que faziam parte de sua história assim que nascera. Por isso, Dr Cera deixou o local e resolveu se instalar no Plano Alto do céu Central de um cerrado. E desde então, ele que vivia derretendo, agora seu calor herdado derretia toda a integralização do céu aberto do cerrado.

Marcos Palmeira
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui