Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
109 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57031 )
Cartas ( 21169)
Contos (12596)
Cordel (10075)
Crônicas (22193)
Discursos (3134)
Ensaios - (8998)
Erótico (13394)
Frases (43625)
Humor (18450)
Infantil (3772)
Infanto Juvenil (2683)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1316)
Poesias (138224)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4849)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->GERAÇÕES DE SEM ATÉ ABRAÃO -- 27/12/2003 - 18:52 (ANTICRISTO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

“Estas são as gerações de Sem. Tinha ele cem anos, quando gerou a Arfaxade, dois anos depois do dilúvio.

E viveu Sem, depois que gerou a Arfaxade, quinhentos anos; e gerou filhos e filhas. Arfaxade viveu trinta e cinco anos, e gerou a Selá.

Viveu Arfaxade, depois que gerou a Selá, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas. Selá viveu trinta anos, e gerou a Eber.

Viveu Selá, depois que gerou a Eber, quatrocentos e três anos; e gerou filhos e filhas.

Eber viveu trinta e quatro anos, e gerou a Pelegue.

Viveu Eber, depois que gerou a Pelegue, quatrocentos e trinta anos; e gerou filhos e filhas.

Pelegue viveu trinta anos, e gerou a Reú.

Viveu Pelegue, depois que gerou a Reú, duzentos e nove anos; e gerou filhos e filhas.

Reú viveu trinta e dois anos, e gerou a Serugue.

Viveu Reú, depois que gerou a Serugue, duzentos e sete anos; e gerou filhos e filhas.

Serugue viveu trinta anos, e gerou a Naor.

Viveu Serugue, depois que gerou a Naor, duzentos anos; e gerou filhos e filhas.

Naor viveu vinte e nove anos, e gerou a Tera.

Viveu Naor, depois que gerou a Tera, cento e dezenove anos; e gerou filhos e filhas.

Tera viveu setenta anos, e gerou a Abrão, a Naor e a Harã.

Estas são as gerações de Tera: Tera gerou a Abrão, a Naor e a Harã; e Harã gerou a Ló.

Harã morreu antes de seu pai Tera, na terra do seu nascimento, em Ur dos Caldeus.

Abrão e Naor tomaram mulheres para si: o nome da mulher de Abrão era Sarai, e o nome da mulher do Naor era Milca, filha de Harã, que foi pai de Milca e de Iscá.

Sarai era estéril; não tinha filhos.

Tomou Tera a Abrão seu filho, e a Ló filho de Harã, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos Caldeus, a fim de ir para a terra de Canaã; e vieram até Harã, e ali habitaram.

Foram os dias de Tera duzentos e cinco anos; e morreu Tera em Harã. (Gênesis, 11: 10-32). (Gênesis, 11: 10-32).



Quando foi escrito o Evangelho de Lucas, o autor deve ter copiado essa genealogia de um texto com falha, ou melhor, quem fez o original do qual vieram nossas bíblia é que deve ter saltado alguma linha. Pois a Bíblia que todos conhecemos diz que “Salá” foi filho de Arfaxade, e a genealogia constante do evangelho de Lucas diz que Salá foi neto de Arfaxade, tendo como pai “Cainã” (Lucas, 3: 36), que não consta da linhagem do Gênesis.



A genealogia de Jesus do evangelho de Mateus só conta a partir de Abraão, divergindo grandemente da de Lucas, principalmente depois de Davi.



Se, como disse Paulo, “Toda Escritura é divinamente inspirada” (II Timóteo, 3: 16), esse inspirador estava com a memória um pouco falha, o que lança justa dúvida sobre a veracidade do que está escrito.



AS ESTÓRIAS MAIS FURADAS





Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui