Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
86 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Bom dia às cachorras Caetés -- 10/07/2019 - 14:20 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Bom dia às cachorras Caetés!

Vivemos tempos líquidos onde observa-se a prevalência de um discurso fervorosamente emotivo que verte palavras totalmente inadequadas a um Secretário de Comunicação. Pois é, o Brasil vem num despreparo que assusta a pedagogia e Piaget mexe no túmulo assustado nos cemitérios da intelectualidade Brasileira. Darci Ribeiro grita aos defuntos professores "onde erramos?" A republicana Ana Lins balança na cova, e então o bom dia para os defuntos resume-se à uma ausência audaciosa de um ser cidadão já inerte e imerso numa cova medida, "cuja a terra dada, não se abre a boca."
Oh Minha gente, que pessoa agitada! Menina, quem foi teu mestre, a cada dia na terra onde Peru dá coice? Está de pior a pior.
Padre Bidião no mosteiro Bidionico encerrou as preces com uma frase: "Paz na Terra às Cachorras Brasileiras de boa vontade!"
A Cachorra Caeté que tire o pecado do mundo...
Sendo assim, parafraseando a canção tão bem interpretada pelo saudoso Waldick Soriano,
" Eu Não Sou Cachorro não
Eu não sou cachorro, não
Pra viver tão humilhado
Eu não sou cachorro, não
Para ser tão desprezado
Tu não sabes compreender
Quem te ama, quem te adora
Tu só sabes maltratar-me
E por isso eu vou embora.
A pior coisa do mundo
É amar sendo enganado
Quem despreza um grande amor
Não merece…"

Glória a voz BIDIÔNICA!

Vai à paz!

Padre Bidião 
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui