Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
182 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59135 )

Cartas ( 21236)

Contos (13102)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46519)

Humor (19281)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138237)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5525)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Filho -- 19/10/2011 - 23:37 (Juliana Mendes Velludo Guidi) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.

Filho, mamãe está sentindo um aperto aqui dentro. Prometo que vou ficar mais com você, viu? Sei que está chato assim. Sei que você desistiu de um irmão... Mas vamos te dar o irmãozinho que late rs. Você quer um igual ao Bento? Tudo bem. Em breve ele estará aqui com a gente. Já posso imaginar a farra que vai ser. E... sinceramente... estou curtindo. Faz tempo que mamãe não tem um cachorrinho. Muito tempo!
Sabe... todas as vezes que pensei em te escrever, fiquei sem palavras. Não consegui. E ainda não as tenho.  Acho que é porque te amo muito. Mais que tudo nessa vida. Estou sentindo sua falta também. Estou sofrendo e não consigo explicar o porquê. Ando preocupada com a sua alimentação. Você precisa comer mais, meu amor. Não pode ficar magrinho com todo esse tamanho que Deus te deu rs. Já te disse que daqui a pouco terei um homem como filho, pois você cresce sem parar. Acredito no médico que disse que você terá quase dois metros. Meu Deus! Como vai ser olhar para você e pensar: é meu filho! Meu filho amado!... A mamãe te ama tanto... tanto, meu amor. Você é tudo pra mim. Perdoa minha ausência. Juro que vou dar um jeito nisso. Você confia em mim? Não quero mais que fique por conta de empregada. Mamãe vai te ajudar com a tarefa todos os dias. Eu prometo.
Amanhã é um dia que não te vejo antes de ir para a escola. Fica muito corrido para a mamãe. Lembra? Toda quinta mamãe se atrasava para as aulas da tarde rs... Mas falta pouco para isso acabar, meu filho. Sabe por que te ligo na hora do almoço? Porque me aperta o peito. Porque só vou te ver à noite. E isso, nesses dias atribulados que estamos vivendo, parece uma eternidade!
Acho que agora posso dormir. As lágrimas pesadas que derramei durante este texto me fizeram mais tranquila. Menos sofrida. Era o que tinha de fazer: escrever para aliviar minha dor.
 

A mamãe te ama infinitamente...

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui