Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57516 )
Cartas ( 21184)
Contos (12610)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Entulho verbal -- 24/04/2019 - 05:33 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Entulho verbal

Foram décadas de mordaças que resultaram num entulho verbal e muitas ações ficaram à mercê de um tempo que não cabia mais acomodação em nenhum espaço físico, mas havia um outro local onde nem vocábulos sequer haviam liberdade de expressão mas que poderiam me representar a apresentar meus entulhos verbais. Muitas coisas deixaram de ser feitas como o verbo amar infinitamente havia sido travado por mim numa situação que para sempre me deixaram deficiente. O verbo fazer, caiu no esquecimento, enquanto o verbo adiar foi vertendo meu ódio no verbo amar infinitamente a um ser a quem dei o nome de Danielly. O verbo retribuir ficou tão somente a cargo desse amor eterno que no lugar de entulho verbal, nasceu em mim o infinito amor por essa filha.

Marcos Alexandre Martins Palmeira 

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui