Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
112 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O bloco Bidiônico -- 04/03/2019 - 07:07 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O bloco Bidiônico 

Segunda-feira já passando do peso para uma terça-feira gorda, Pedro Bidião chama Dom Dorus para desenhar o estandarte do bloco do Mosteiro. O tema, deixou por conta do membro conselheiro que teria carta branca de mão única para expor o detalhe na bandeira. Entre uma reunião e outra, decidiram que a bandeira seria carregada pela Major Lalá que, não tendo o gingado natural da morena quebradeira, apresentaria um passo diferente. O do maracatu e do côco de roda de Lia de Itamaracá. O bloco juntaria foliões intergalácticos e lunáticos com juízo de sobra para empréstimos e ajudas necessárias aos que se encontram em encruzilhadas e aventuras passageiras. O bloco seria dos passageiros e das passagens extremamente caras ao pedágio a ser pago. Na terça-feira, Major Lalá e as demais serviçais da doutrina Bidiônica, seguiram adiante lavando o chão dos desiludidos na solidão in natura.

Bom desfile aos demais blocos!

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui