Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
209 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58140 )
Cartas ( 21211)
Contos (12858)
Cordel (10239)
Crônicas (22086)
Discursos (3147)
Ensaios - (9227)
Erótico (13452)
Frases (45291)
Humor (18936)
Infantil (4158)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138710)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Hilda Mendonça (*) -- 31/05/2011 - 22:28 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Hilda Mendonça (*)


Li (**) com prazer dois volumes a mim enviados pelo colega de letras Benedito Pereira da Costa. Trata-se dos exemplares "Fibra" e "Bem-querer". Em ambos, a tônica é similar, são
poemas/mensagens, ou poemas/homenagens de A a Z, em que Benedito vai compondo o seu mosaico de loas, críticas às vezes sutis, outras nem tanto, e desfiando preciosidades em que pessoas, fatos do ontem e do hoje se transmutam em poemas.


Poemas curtos, enxutos, que dão o recado pretendido, sem permeios, nus e crus, assim é a arte de Benedito. Diferente, mas o efeito final é bom.


Vezes há em que nos parece que ali se iniciaria um cordel, contudo o autor nos faz deixar de lado as expectativas e põe logo a chave, tranca, como a dizer, a mensagem foi dada, que queres mais?


Tanto em "Fibra" quanto em "Bem-Querer", os poemas ou loas, seguem rigorosamente a ordem alfabética, o que facilita a leitura.


Não são livros para ser devorados de uma só vez. É preciso pausa para processar cada um após a leitura, e, assim, vamos nós, de A a Z, venturosos pela leveza dos textos.


É, sem dúvida, um estilo inovador, cuja leitura nos proporciona momentos de lazer. Benedito também passeia por outros estilos líricos e até se arrisca sonetiando. Enfim, um poeta versátil.


_______
(*)Hilda Mendonça, Passos (MG), inverno de 2011.

(**) Hilda Mendonça, autora premiada pelo Governo do Distrito Federal, é escritora, professora de Literatura Brasileira e Língua Portugesa, membro da Academia Taguatinguense de Letras, verbete em vários dicionários e enciclopédias contemporâneas, participou de dezenas de antologias.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 222 vezesFale com o autor