Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
24 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Leitura do Livro da mediunidade segundo o Evangelho Bidiônic -- 19/12/2018 - 11:04 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Leitura do Livro da mediunidade, segundo o Evangelho Bidiônico


A doutrina mediúnica logo no início teve que sofrer alterações para poder se adequar à filosofia segundo as normas Bidiônicas. Essa história de curandeirismo por meio das invocações espirituais sempre foi questionada, uma vez que na religião Bidiônica, o contato sempre se deu através de seres intergaláticos. Então, toda vez que houvesse necessidade de cura, os pacientes seriam abduzidos para outros planetas. Sempre havia à disposição do Mosteiro Bidiônico, uma nave ambulância para socorrer espiritualmente os fiéis. Só que, como a demanda era intensa, foi solicitado mais duas naves por conta de uma epidemia de transtornos e traumas na população. O contrato estabelecido entre o Mosteiro e o planeta Marte, previa apenas cuidados espirituais. Com varias unidades espalhadas pelo mundo, Padre Bidião temia pela segurança dos que procuravam de uma forma ou de outra, ajuda.
Com o passar do tempo, Padre Bidião percebeu que os fiéis estavam a abandonar a filosofia bidionica para esperar por milagres que nunca existiram. A fé deu uma distância enorme da filosofia o que contribuiu para que Bidião reavaliasse o propósito da implantação da doutrina mediúnica que nada tinha a ver com a filosofia Bidiônica. O contrato com os seres extraterrestres foi desfeito, pois percebeu que todos que embarcavam na nave ambulância, retornavam piores do que estavam. O motivo do contrato desfeito apresentado pelo pároco foi a falha dos serviços terceirizados, pois os pacientes sofriam todo o azar de falso curandeirismo que não sincretiza com o propósito da filosofia bidionica. Padre Bidião preferiu dar continuidade ao projeto Bidiônico de fazer o bem sem a necessidade da parceria com os charlatões interplanetários.


Palavra da Salvação!


Padre Bidião
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui