Usina de Letras
Usina de Letras
10 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62153 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10448)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10339)

Erótico (13567)

Frases (50555)

Humor (20023)

Infantil (5418)

Infanto Juvenil (4750)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140788)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6177)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->OH LORD! -- 05/01/2002 - 22:43 (Anita de Souza Coutinho) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
OH LORD!





Creio nunca Ter agradecido a Deus

Pela poesia

Por captar palavras desarvoradas

Parábolas-paradoxos-parabólicas

Antenada divinamente

Entre medidas e metáforas.

Química e tecnicamente

Me ditadas como poemas:

Os segredos de eternamente.



O mesmo Deus que

Venta e faz ventar

Pode se surpreender ou espirrar

É alérgico a erros

Mas me deixa errar.

( eu faço Deus espirrar?)



troco de meses dia a dia

sonho mais alto e fico pequenina

troco de roupa vaidosamente

mas não troco a poesia...

lá vêm a mensagem ditada divina

e devidamente

recitando segredos linha a linha.

...e eu nunca agradeci a Deus pela poesia.



Deixo tudo ao natural,

Não quero assustar

Ou fazer graça

Errando só por errar.;

(Deus é alérgico a erros

não quero fazê-lo espirrar).



Agora só quero consertar meu erro

E agradecer meu direto

De “poetar”.

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui