Usina de Letras
Usina de Letras
22 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 61963 )

Cartas ( 21333)

Contos (13252)

Cordel (10444)

Cronicas (22531)

Discursos (3236)

Ensaios - (10264)

Erótico (13560)

Frases (50380)

Humor (20000)

Infantil (5391)

Infanto Juvenil (4726)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1375)

Poesias (140717)

Redação (3290)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1956)

Textos Religiosos/Sermões (6142)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Plagia-te a ti mesma!! -- 05/01/2001 - 05:29 (Alessandra Santos LIMA NASCIMENTO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
PLAGIA -TE A TI MESMA
por Alessandra Santos Lima Nascimento 05.01.2001.05;07HS

Guardavas contigo o doce fel,
A certeza de que são dos outros as idéias tuas.
Belas palavras que admiras ,da alma o puro mel,
Rias em segredo de quem põe as entranhas nuas.
Imaginas que te sairás bem,
Em teu intento.
Logrando almas, como logra o sangue , um vampiro,
Logrando sentimentos,frutode trabalho epensamento Arrancas de suas vítimas, o último suspiro!
Arrancas de tuas vítimas , o último suspiro!

Alçastes o teu vôo,
Louca escalada
Em alheias asas,
Iludistes a ti
Xilindrastes a ti mesma,
Obcecada, em brilhar sob luz alheia.

Sentistes qual vencedor,
Afinal, guardavas tu o segredo,
Mentido a ti que nunca serias descoberta.
Ômega!É finito! Concluístes então.
Radiante, recebes agora os louros, que teus não são.

Pusestes em ti mesma, uma corôa.
Orgulhosa de teu feito,
Gabas de ti,
Galanteias e brincas feliz com tua alma,
Iludidas que estás da tua vitória.
Admiras a ti mesma,
Ludibrias a ti do gozo da razão.
Insana , finges ser quem não és!!


Galgas fagueira, qual doidivanas,
Andas sem rumo, sem direção.
Será que dormes tranqüila?
Podes tu, em paz dormir,
Assombrada pela verdade que te assola, agora?
Recobrarás teus perdidos sentidos?
Ouvirás, as vozes que clamam por justiça,
Na noite escura de tua mente?
Inda há tempo, arrepende-te!!!

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui