Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57500 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Cangaceiro religioso -- 18/04/2018 - 14:51 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O cangaceiro religioso

Madrugava e antes que as orações começassem, caminhava em direção ao pátio para consagrar o dia à irmandade celestial. Taciturno, preferia passar o dia fazendo manutenção de suas armas e apetrechos que costumava levar às atividades. O diálogo do silêncio fazia-lhe tão bem que os anos de vida ainda não tinham realçado-lhe a face com rugas. Essa aparente tranquilidade lhe garantia certa incolumidade diante dos fatos corriqueiros e até mesmo dos que causavam certa euforia no povoado. Certa vez, houve um assalto ao banco local e o delegado sabedor de seu tiro certeiro, solicitou sua ajuda para mirar um dos assaltantes que não tinha conseguido fugir com os demais. Entretanto, o nosso protagonista recusou o pedido da autoridade afirmando que ninguém nasce bandido e sendo todos filhos de um Superior, é dado a oportunidade de trabalhar esse ser por meio da palavra divina. Foi ao local e apontou ao meliante, palavras( ainda que poucas)e, fazendo delas, seu rifle.
A partir desse episódio, a população da cidade já não tinha tanto receio do perfil inóspito do cangaceiro e sempre o citavam como um figura folclórica viva. A cidade foi ganhando então a fama de a cidade do cangaceiro religioso.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui