Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
21 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Além de mim -- 17/04/2018 - 15:10 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Além de mim

Este corpo albergue do nada meu, sente o cansaço do tempo, acelera o encontro fatal entre eu e o nada, meu fiel companheiro. Além dele, pode-se dizer que existam coisas, apenas coisas corriqueiras com ou sem utilidade. O relógio vai marcando o tempo enquanto outros o matam por instinto de sobrevivência, jurando uma falsa eternidade. Sobre viver, desconheço mestres a não ser ela, a vida, pós-doc na maestria ilusória. Sobre a vida, desconheço o viver sem sonhos e sem medos. Sobre o outro, nada sei como também deixo muito a desejar o que há de bom ou mal em mim. Vivo nos contornos e entornos que a vida ora permite, ora proíbe. Sou o hoje querendo dar lugar ao amanhã não obrigatório acontecer, assim como posso ser o amanhã retornando ao hoje. Tempos nos templos param no eco do silêncio que dá sinal à partida de quem disposto está a seguir em frente, rompendo com o passado. O futuro não dá a certeza do templo continuar de pé. Talvez desmorone, talvez continue em pé. Sempre talvez.... certeza... absolutamente nenhuma.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui