Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
84 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57502 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Bichiguento da pexti -- 17/01/2018 - 07:59 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Bichiguento da pexti

Dia de feira e Manezinho Catatoco levava a turma do focinho para fazer companhia e ajudar nas vendas. Tinha um que se chamava Zoiudo e era muito irreverente pois encarava numa boa a cara feia do Manezinho com sono. Era ele quem acordava com muitas lambidas, o seu tutor. Certo dia, Manezinho escondeu o lanche de Zoiudo(um osso daqueles tudo de bom) quando foram para a feira. Lá, na hora da muvuca, Zoiudo atraía os clientes para a barraca. Era o melhor no serviço e nos intervalos, esperava a gratificação pelo ilustre trabalho, mas foi justamente nesse dia que Manezinho esquecera o bônus de Zoiudo. Zoiudo ficou tão arretado que resolveu dar o troco m: bateu-lhe uma preguiça daquelas pós-refeição que ele dormiu a tarde toda, enquanto Manezinho olhava para ele, sem ter a mínima noção do que o bichiguento estava a retribuir-lhe. Ao final do dia, Manezinho ofereceu a Zoiudo os quitutes mais gostosos da feira pensando que o bichiguento estava doente e talvez não quisesse comer. Zoiudo não pestanejou e foi logo abrindo a boca vorazmente e todo satisfeito, seguiu adiante rumo ao descanso do lar. Manezinho percebeu que fora enrolado pelo seu bichiguento mais amigo que já teve. Moral da história: bichiguento da pexti é coisa eclética.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui