Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
58 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Nuvem de dezembro -- 29/11/2017 - 07:48 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Jornal Desideratum das Azalagoas

Coluna Major Lalá

Nuvem de dezembro

A aproximação anuncia a chegada de um tempo mais que novo e mais antigo que a humanidade. Ainda ontem, um ciclo foi iniciado e muita coisa ficou por dar continuidade na efemeridade da vida que saúda a quem está de passagem. O sol insistiu em continuar, entretanto o receio de que nada foi concluído insistiu em instalar o medo do futuro já presente. Imóvel ficou e as ideias foram sepultadas uma a uma sem uma lápide digna. Só o esquecimento faria presença daquilo que um dia sobreviveu, nos raros instantes de esperança. Veio então ela, a nuvem que acompanha o ritmo dos dias na margem dos acontecimentos. Figurando como a maior parte do azul celeste, guiou os pensamentos do receio de viver novas experiências. Mas o rei do sistema continuava a brilhar ainda que a chuva tentasse força ganhar. Dezembro chegou e liquefez todas as nuvens, abrindo novos caminhos… novas chances de vida.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui