Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
112 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57529 )
Cartas ( 21184)
Contos (12629)
Cordel (10184)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9091)
Erótico (13416)
Frases (44313)
Humor (18626)
Infantil (3911)
Infanto Juvenil (2857)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138254)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4989)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Monte pelado de Dom Arcanjo -- 07/11/2017 - 11:08 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Monte pelado de Dom Arcanjo



A realidade hostil que submete tantas vidas ao mesmo tempo agracia com dons. Bonitinha mas ordinária, assim sentiu o escritor Nelson Rodrigues no Pelado da pena que dele escrevera tantas bacurinhas. Ao visitar a casa de Irene, afirmou que toda mulher gosta de apanhar na dor Nelson, enquanto Marta Suplicy afirmava:”relaxa e goza”, pois tudo tem seu preço e apreço. Na dor escrita pelo autor, existe o alívio transfigurado pelo prazer ao subir no monte do arcanjo e uma beleza que apresenta ao mundo. Relaxai e gozai então na dor e no brilho de que “ nem tudo que reluz é ouro.” Pode ser dor, pode ser ardor, pode ser fulgor, pode ser fulgaz... jamais poderá ser amor.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui