Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57493 )
Cartas ( 21184)
Contos (12619)
Cordel (10174)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44271)
Humor (18617)
Infantil (3899)
Infanto Juvenil (2845)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138240)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4979)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cartas-->Irmã Almerinda R1 (*) -- 16/03/2010 - 17:00 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Irmã Almerinda R1 (*)


Brasília, DF, 28 de agosto de 2009.


Estimada Irmã Almerinda:


Primeiramente, agradecido por responder-me. Na internet e com apoio do Estabelecimento Educacional, consegui o endereço eletrônico da senhora. Que bom! É o avanço tecnologia para o bem da humanidade.


Sem dúvida, o que me diz é real. As pessoas gratas são sempre lembradas. Recentemente, publiquei um livro em cujos agradecimentos o seu nome incluo. Menciono também os professores Borba e Daniel Gonçalves, com os quais ainda não estive.


Como o tempo caminhou depressa... quando cheguei à Faculdade Católica, que se iniciava em Brasília, eu era solteiro e tinha menos da metade dos anos que hoje tenho.


Não faz muito, comentava com minha mulher: ao nosso enlace matrimonial compareceu toda a direção da Faculdade. Motivo de alegria e de honra.


Hoje, tenho dois netos (um casal): a menina com 4 anos e meio e o menino com 2 anos e meio. São de minha filha mais velha, nascida quando eu lecionava. A mais nova ainda não se casou; já concluiu os estudos superiores e está encerrando uma pós-graduação.


Por favor, mande-me o endereço para eu enviar o livro de que lhe falo e mais alguns que lancei ao longo dos anos. A propósito, prefere poesias ou crônicas? Neles, lembro o Evangelho, do qual, graças a Deus, nunca me afastei.


Nas últimas páginas, fiz questão de relembrar as obras técnicas (exercícios e apostilas que preparei com o auxílio dos Diretórios Acadêmicos e das Instituições de Ensino e distribuí gratuitamente aos alunos).


Apesar de ter tempo de serviço de sobra, não consegui absorver de pleno a idéia de aposentadoria. Quiçá, ela se consolide aos poucos.


Por enquanto, vou ficando por aqui na esperança de viver muito para nutrir o íntimo de regozijo como este que me proporciona.


Mais uma vez, muito grato por tudo. Que Deus a proteja e faça imensamente feliz!



Com a estima e o abraço do

Benedito


_______
(*) Diretora da Faculdade Católica de Brasília, nos seus primeiros anos.





















Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 197 vezesFale com o autor