Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
83 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57502 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Óbvio -- 11/10/2017 - 14:53 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Óbvio

Será tão simples enxergar o que aí está? Se apenas fosse ver, não precisaria ser óbvio. Bastaria ser e estar diante dos olhos que apenas sentissem sem mirá-lo. Obviamente, não haveriam cegos que se recusariam a existir diante de tanta visão acurada ou mesmo da surdez no olhar. O surdo não pára de ouvir com a boca e gestos que sacodem palavras ao longe de quem perto está. Se não estiver, é óbvio, a surdez segue tranquilamente e caminha lado a lado com a cegueira universal nossa de cada dia. Mas o óbvio, não. Ele é único e não permite misturar os órgãos do sentido com a sensibilidade nata aos cegos e surdos de plantão que não pedem em vão um pouco de atenção diante de tanta clareza. A aspereza que faz não enxergarmos o óbvio, a tudo facilita desde que não machuque a si próprio. Portanto, em ser óbvio, não é para menos que o deixa de enxergar.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui