Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
12 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Ponte, cidade e solidão -- 11/10/2017 - 09:17 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ponte, cidade e solidão







Concreta e antiga, serve aos pedestres um tapete de asfalto. Une ilhas e astros rei de um Reino sem rei. O sol esquenta o chão. O asfalto queima com a energia advinda do centro e do alto na embriaguês do moço sentado na esquina, evapora a fumaça exalada pela boca sem dentes. O cachorro sarnento é o único dele a se aproximar e ali senta ao lado daquele que divide o pão. Conversam entre si pelos olhares laterais de um mundo esquecido nas ruas e calçadas. O segredo ali se estabelece sem nenhuma condição de que uma traia ao outro nas entrelinhas da vida. Seguem rumo à estação central de trem para iniciar o dia com as doações que vêm de mãos que se solidarizam com aquela situação. Mas não abrem mão do isolamento que alimenta a vida que preserva a segurança sem violência. A circunstância atual já é a paz de que tanto necessitam o andarilho e o cão. Querem apenas ver e sentir a fome e a solidão sem a elas pertencerem, pois não necessitam de fome nem de solidão.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui