Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138233)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Tia Nenê -- 11/10/2017 - 06:42 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Tia nenê, era uma velhinha menina e bem agradável. Contava histórias do ontem com sua voz leve, magrinha e sozinha, morava num casarão de enormes portas. A saúde precária de nenê piorava sem braços para abrir os portões de coração de negro madeira de lei que empena até machado. Nenê caminha na praça da capital ALAGOAS numa praça que uma estátua enorme com estrutura de: bronze,ferro e mas nenê diz que seus pés são de argila, a sociedade anuncia que Nenê é brouca, pois Nenê critica a estátua de Floriano Peixoto. Lá se vai nenê com sua bolsa estilo primeira guerra Mundial herdada da dela bisa vó, cheias de papéis e estórias que constrangem a Elite burguesa,religiosa e conservadora. Todos da tia nenê parente mas dizem em um coro só: A velha é louca, nenê antes ia para o clube Português nos carnavais de outrora hj é gozada na cultura popular pelo famoso: SERRA VELHA, a cada batida nas latas uma gozação à Nenê a tia do tempo.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui