Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
13 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O caos -- 07/10/2017 - 16:48 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O caos


Previa sempre no auge dos festejos, que em seguida sempre haveria um caos simbiótico. Sem ele não conseguiria sobreviver após dias de alegria. Era uma necessidade fisiológica que, promoveria alternância das sensações de bem estar. De onde conseguia tirar o prazer no caos ninguém nunca soubera o que fez-lhe ser habilidoso em lidar além do seu território de conforto. Sempre fazia minuciosamente crer na crise que o dispusesse num treino sistemático face ao sofrimento. Não ia mais do que a medida que lhe cabe no caos. Pegava o script e analisava toda a problemática à volta, procurando resgatar sempre dali, um aprendizado. Permitia que pedras fossem lançadas afim de poder com elas caminhar em retas ou curvas, contando que caminhasse. Mas também não ousava ultrapassar a linha de chegada que lhe proporcionaria uma falsa sensação de vitória. Então caminhava a passos firmes no meio do caos que lhe favorecia uma convivência simbiótica entre o ego e a sobriedade da mente.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui