Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
41 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57529 )
Cartas ( 21184)
Contos (12629)
Cordel (10184)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9091)
Erótico (13416)
Frases (44312)
Humor (18626)
Infantil (3910)
Infanto Juvenil (2857)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138254)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4989)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Sábado -- 30/09/2017 - 07:41 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Sábado

Sem pé de cachimbo, vive o sertanejo à beira de sua plantação a olhar tudo germinar. Da semente ao alimento, o pão dele de cada dia preenche o vazio da barriga do filho que brinca de futebol. Na boca do "gol" improvisado com galhos secos, grita de alegria e assim, o herdeiro da terra batida e pisada, vai vivendo sua infância sem restrições. Livre ao ar livre, se satisfazendo com quase nada ou quase pouco. Na Felicidade sincera, vai crescendo e admirando ao pai que dá-lhe o alimento direto da terra mãe. Crescendo sem as "intoxicações" das grandes cidades, pula de entusiasmo com a chegada da chuva que germina o bem-estar ao corpo. Cachimbo na mão e de cócoras, o sertanejo vai preparando cuidadosamente a terra e arando sua esperança.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui