Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
13 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Afundar, é preciso -- 18/09/2017 - 07:44 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Afundar, é preciso


Quando cansado estiver de remar, solte o remo e deixe o vento arrastar quando te procurar. Liberte-se das amarras e amarre um destino. Ou melhor, nem pense exaustivamente... esvazie a mente e tranquilize o corpo. Reveja a alimentação, a vida é as amizades. Será que existe alguma dose de toxicidade que o estar deixando cansado? Relações tóxicas impregnam nosso corpo e nosso coração, então silencie um pouco e reflita. Ao finalizar, respire fundo e caminhe no barco. Se ele virar, caia ao mar. Se afundar, terás sorte de ter a oportunidade de encontrar o mapa da mina que deixastes cair e repensar. Navegar é excelente, melhor ainda é se aprofundar e resgatar o eu perdido que há em ti. Desanimar também é bom e ajuda a pausar as ideias e pensamentos, ainda que sejam inócuos. Se tiver vontade, afunde mais porque será a melhor forma de revigorar a essência. Descubra que, afundando você estará se auto-resgatando e refazendo todos os pedaços do barco e terás outra chance de refazer o caminho rumo ao continente que mais te faça bem.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui