Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
25 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A dor de dente -- 30/08/2017 - 12:08 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


A dor de dente



Era um dia de muita chuva e Bidião estava incomodado por uma forte dor de dente que ameaçava a firmeza de um sacerdote austero no movimento de evangelização Bidiônica. Ao contrário de seus antecessores, nunca teve a pretensão de moldar a fé e muito menos construir fogueiras aos revolucionários de plantão. Voltando a dor do dente, ele se viu em apuros pois tratava-se de dente de leite representando a criança que resistia bravamente ao adulto, agora sacerdote. Procurou o auxílio de um protético que insistiu em arrancar sua marca de infância. Entretanto, o adulto não permitiu tamanho holocausto dentário e recorreu a um pajé de uma tribo próxima ao vilarejo que utiliza a sabedoria milenar das ervas naturais. O pajé então iniciou os trabalhos de maceração de erva cidreira, com algodão embebido em sumo de folha de hortelã. E lá pras tantas, iniciou um ritual de chamamento de antigos pajés que serviam de socorro quando alguma doença assolava a tribo. Bidião implorou por tudo que não removesse seu dente de leite, por se tratar de uma relíquia de bons tempos de menino de calça curta. Os dias passaram e as Dores minimizaram, harmonizando enfim, a criança e o adulto, a alegria e a seriedade, o lúdico e a resposta, a liberdade e a prisão.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui