Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57529 )
Cartas ( 21184)
Contos (12629)
Cordel (10184)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9091)
Erótico (13416)
Frases (44313)
Humor (18626)
Infantil (3911)
Infanto Juvenil (2857)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138254)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4989)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A dança das carrancas -- 10/04/2017 - 20:23 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A dança das carrancas

Cada uma mais feroz que a outra, colocava um certo respeito pela proximidade com aquele dito cujo que ninguém quer saber. A carranca mais feia era a mais singela e simpática pois apresentava enorme empatia a todos que dela se aproximassem. Elas apreciavam todo p tipo de música, em especial as de estilo folclórico pois permitia que todas elas retornassem a origem pelas mãos de um artesão ou artista que fica a gosto do freguês. Chegada à época de páscoa, todas ficavam entusiasmadas para receber o ovo de chocolate feito de madeira. Todo o domingo de Páscoa, elas tiravam fotos ao lado dos ovos perfeitamente talhados em madeira de jequitibá. As carrancas ficavam muito alegres nesse período no qual elas se desfaziam da cara fechada ao longo do ano. Para elas, o mais importante era a alegria que o momento proporcionava não só a elas, mas a toda a comunidade carrancuda.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui