Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
98 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57493 )
Cartas ( 21184)
Contos (12620)
Cordel (10174)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44271)
Humor (18617)
Infantil (3899)
Infanto Juvenil (2844)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138240)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4979)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Bebida amarga -- 27/03/2017 - 13:41 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Bebida amarga

Beber o vinho amargo da dor dela que chega sorrateiramente sem aviso prévio. Dominando a situação elevando o sofrer do que não sente a dor física cáustica do apodrecer diário lapidado por atenção paliativa da impotência humana. Provoca arranhaduras e enferruja os pulsares que não bombeiam com tanta facilidade diante da presença amarga no copo do líquido mortal.
Escorre pelos cantos da boca e lambuza o ser vil diante da pequenez perante a vida. Mancha e nunca sai a marca, obrigando a inventar algo sobre ela que não torne a vida sem sentido. O sentir do que têm ido todos os dias aos poucos, pra nascer uma outra forma de presença: a lembrança.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui