Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57497 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Pilar apula a dor do menino... -- 26/03/2017 - 09:34 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Fui menino numa imensidão de um mundo em que poderia até pensar alto. Hoje, para pensar, para falar, para conversar, preciso ir ou para a beira do mar ou entrar no meu carro, fechar os vidros e ligar o ar condicionado e falar. As paredes são singelas, a carne é de papel. Infelizmente, vivemos num mundo surreal, embora que o surrealismo tem sua grandeza de acordar uma humanidade mostrando o lado. Enquanto as manchetes estampam a beleza e zombam do feio, Ziraldo na grandeza Ziraldo, no sentir Ziraldo, na mineiridade Ziraldo, no ser gente Ziraldo, trabalhou uma revista Bundas, o Pasquim de Ziraldo que assustou e ainda na ousadia Ziraldo, no menino Ziraldo, no sentir Ziraldo, dissera quem coloca a cara em caras, não coloca a cara em Bundas. Ziraldo que sempre pintou o maluquinho e o velho menino e assim vivemos uma sociedade mentirosa, o supermen menino, hoje é super mentiroso. Vivemos fantasias. É triste para uma sensibilidade gente, as possessões, os domínios, gente dominando gente, gente gritando com gente, gente ditando gente. Um mundo sem respeito. O cara chega se alimenta bem, dorme bem e com a cara de pau discursa: "se a minha família está bem, o mundo que se estoure". Então isso é o que demonstra essa sociedade. Os pastores, os padres, os pregadores, de uma coisa que até não acredito que não existe e nem existe. O que existe, o que existiu são os revolucionários, o Cristo estão ao se multiplicando nas margens, nos hospitais, nas ruas, nas calçadas dos grandes centros. Os Cristos estão aí. São tantos e tantos Cristos. Não sei, não sei, não sei se devemos adorar a um Deus que não existe ou de emos respeitar a humanidade, ou o homem acima do ser. O homem tem a cara de pau, filho da ditadura de chegar e dizer ao trabalhador: " não adianta, eu tenho amizade com a justiça, com os juízes, com os desembargadores. Eu tenho a lei, eu vivo a lei, eu domino a lei, eu tenho amigos nas leis, na justiça, nos ministérios da justiça". Então esse mesmo cara está lá comungando, o corpo e o sangue de um Cristo morto que não tem força nenhuma, mas tá comungando e cantando nos templos. Paz no Senhor ou Pau no Senhor irmão? meu Deus não vamos enganar. O cara tá com câncer e vai pra igreja. Amanhã vai ser outro dia. O Chico tá aí cantando, um grande ser que ainda teve humananimal que vai criticar um Deis vivo, um Deus poeta. Grande Chico Buarque de Holanda: esse sim que é Deus da poesia que canta a poesia, a prostituta, o homosexual, canta principalmente o feio. Ele canta o feio e embaleza, e acorda "vai trabalhar vagabundo!". Grande Chico! Feliz. Eu não sei se é feliz quem interpreta Chico ou se é um miserável. O cara que entende o Chico é um desafortunado. E não cresce na vida. Chico canta o bandido, meu guri, construção. E tantos outros temas interessantes e divinos na grandeza do ser humano, na qualidade de vida. Esse é o pensamento : Cristo fora comum. O Cristo fora histórico.o revolucionário que encarou que deu a face direita e esquerda para bater. E acho que mais faces Cristo tivera, ele daria para ser batido pelo rosto dos vermes, dos infelizes, dos covardes. É muito fácil um governo com todo o aparato pisar e maltratar. É covarde um chefe com o poder, a amizade é a prepotência que tem ir contra um simples trabalhador e persegui-lo.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui