Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
97 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138234)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Pilar 145 anos -- 17/03/2017 - 16:10 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Pilar 145 Anos...
Vovó do pruqui e prudonde de um tempo nefasto e Militar, cabeça raspada urubu camarada.
Pois sim, esse é meu Apilado Pilar, terra de Artur Ramos e dos Bagres! Dera Bode.
Pilar meu, menino de outrora,manhãs de abril, calção, camisa gola mamãe e sandálias aos pés secos, na fila comprara,peixe ao pescador, chegara a margem mãe, Lagoa Manguaba, lagoa, Santas semanas a Semanas Santas,portas abertas ao comum.
Pilar da Maria do Sertão, dialetos contrário a elite, bisa vó minha, palavras surreais, português do falar gente, bla, bla da fina flor da falsidade, Maria caminhara no silêncio do útero mulher a cada amanhecer Manguaba.Adeus Pilar meu, Pilar de uma elite, política partidária,trono tange bandeiras, política para- quedista.
Adeus meu Pilar Apilado...
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui