Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
25 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57057 )
Cartas ( 21170)
Contos (12599)
Cordel (10080)
Crônicas (22199)
Discursos (3134)
Ensaios - (9003)
Erótico (13395)
Frases (43650)
Humor (18457)
Infantil (3773)
Infanto Juvenil (2689)
Letras de Música (5470)
Peça de Teatro (1317)
Poesias (138245)
Redação (2924)
Roteiro de Filme ou Novela (1055)
Teses / Monologos (2401)
Textos Jurídicos (1925)
Textos Religiosos/Sermões (4854)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Humor-->ZELÃO E O PILÃO SEM TAMPA -- 28/07/2009 - 20:41 (Germano correia da Silva) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

ZELÃO E O PILÃO SEM TAMPA 
(Por Germano Correia da Silva) 

Zelão sempre foi o filho preferido de Dona Sinhá. Ele é considerado o verdadeiro “Faz Tudo” dentro de uma casa; é o tipo de filho que toda mãe gostaria de ter.  

Por ser o irmão mais velho de uma família formada pelo casal e mais dezoito filhos, ele é o braço direito de Dona Sinhá, e o esquerdo também. E tanto isso é verdade que uma boa parte dos afazeres domésticos fica por conta dele. 

A família dele mora na zona rural e na casa onde vive há dois pilões. O fato curioso é que um deles possui uma tampa especial, usada para armazenar o cereal já pilado e Zelão, considerado pelos irmãos com um sujeito prestativo, atua em ambos, principalmente quando a mãe dele não está em casa. 

Nenhum dos irmãos gosta de pilar milho, nem arroz. Eles estão sempre arrumando uma desculpa esfarrapada e tais tarefas ficam por sua conta na maioria das vezes. 

E assim Zelão tem crescido em meio às dificuldades e confusões internas do dia-a-dia de uma família numerosa. 

Por ser de temperamento calmo releva quase tudo, mas dia desses ele ficou muito irritado com o seu irmão caçula que, inconscientemente, conseguiu tirá-lo do sério. 

Esse seu irmão, cujo nome é Zezinho, disse que contaria para Dona Sinhá, que de tempos em tempos o Zelão tem aproveitado a ausência dela e tem passado parte do tempo dele no pilão sem tampa... 

Zelão, que é um sujeito muito calmo, incapaz de se indispor com quem quer que seja, desta vez quase perdeu as estribeiras e ficou injuriado com aquela atitude leviana do seu irmão. 

Disse, olhando nos olhos de sua mãe, que tudo não passava de um mal-entendido e que ele nunca passou nem perto de nenhum lugar pecaminoso. 

Dona Sinhá que de vez em quando sai da zona rural e passa parte do seu dia na zona urbana resolvendo os problemas de sua família, um pouco cansada naquele dia, não deu muita atenção para o descontrole emocional do seu filho. 

Ela, no seu sublime papel de mãe que sempre acredita na inocência dos filhos, jamais iria desconfiar que por trás daquela “preocupação” momentânea do seu filho havia um “segredo” a ser revelado. 

Ela não sabia até aquele momento, e com certeza ainda não sabe, que o lupanar mais frequentado pelos jovens das zonas rurais e urbanas de sua região, inclusive pelo seu filho Zelão, é conhecido por todos pelo nome de “Pilão sem Tampa”. 

Ele, que até agora tem passado a imagem de um jovem caseiro e muito tímido, com certeza, não gostaria que sua mãe e seus demais irmãos soubessem que há muito tempo, em pelo menos uma vez por semana, ele deixa a rotina dos seus afazeres domésticos e, às escondidas, dá um pulinho lá... 

Como podemos ver, esse Zelão de tímido não tem nada. 
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui