Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
86 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57502 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10175)
Crônicas (22280)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13415)
Frases (44274)
Humor (18616)
Infantil (3901)
Infanto Juvenil (2847)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4980)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O magro Rei Momo na Terra de Santa Cruz -- 11/02/2017 - 10:27 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Magro Rei Momo na Terra de Santa Cruz

Rei Momo desce a ladeira de camisa regata encardida de tantas exposições a poeira e ao sol que aquece as favelas do guri. Raquítico, pula na alegria de um eterno carnaval que mascara a fome dos desdentados do capitalismo finamente disfarçado de politicamente "correto". O bloco do desce e sobe as ladeiras das favelas, diariamente carrega o estandarte de uma esperança desenhada no sorriso de um menino, da mulher lavadeira, da criançada a brincar de pipa na pura ilusão do céu habitar.
O magro Rei Momo e a Rainha do Carnaval a comandar a alegria dos excluídos pela sociedade pragmática farta de corrupção. Festejam o circo com seus palhaços outrora lembrados em campanhas eleitoreiras e largados à margem do capitalismo que segrega a alegria de um povo com sede de uma vida justa.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui