Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
160 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58131 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22079)
Discursos (3147)
Ensaios - (9225)
Erótico (13451)
Frases (45271)
Humor (18933)
Infantil (4151)
Infanto Juvenil (3229)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138693)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1057)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5247)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Incêndio na alma -- 14/01/2017 - 22:47 (Maria Augusta Camargo Schimidt) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Há poucos dias tivemos a tragédia que abalou não só nosso Brasil como outros países irmãos. A solidariedade nos chegou em prosa e verso, em forma de crônicas, criticas, verdades e mentiras. Tantas almas que se foram e tantas que ficaram, sem entender nada, sofrendo perdas dos entes queridos...
Mas eu quero mesmo agora falar, do fogo da alma, que nós temos a mania de atear, provocando um grande incêndio. Na mania que temos de ver as coisas com os olhos do fatalismo, da negatividade, do pessimismo. Aparece-nos um problema e logo vamos achar culpados, antes mesmo de tentarmos escapar pelas saídas de emergência que temos guardadas em cada um de nós.
Negamos a ajuda solidária de mãos amigas, pelo simples prazer de dizer: não preciso de ninguém, eu resolvo meus problemas, eu sou autossuficiente.
Não... Não somos. Precisamos do calor humano, precisamos do consolo, precisamos da Fé. Precisamos da coragem que muitas vezes esquecemos guardadas numa gaveta cerebral, precisamos do amor universal. Quando falo do amor universal, quero dizer do amor que Deus nos ensinou e espera de nós.
Quando nossa alma incendeia, por medo da dor da perda, por estar sendo instigada por alguém que em algum lado se perdeu e só sabe transmitir o lado obscuro da vida, por alguém sem paz e sem luz, este então é o momento de apagarmos o incêndio que nos destrói com as lágrimas do perdão e do amor e é exatamente este o momento de pedirmos luz ao Senhor.
Desejo a você, que sempre encontre a saída de incêndio de sua alma e que jamais se deixe morrer pela fumaça da conspiração.
Desejo a você, que os bombeiros do bom senso, da verdade, da solidariedade, sempre estejam presentes em sua alma, te preservando dos males provocados pelos incêndios que muitas vezes são iniciados pelas faíscas da raiva, do medo e da decepção.
Desejo a você, muita luz e paz no seu coração.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui