Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
192 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58139 )
Cartas ( 21211)
Contos (12855)
Cordel (10239)
Crônicas (22080)
Discursos (3147)
Ensaios - (9226)
Erótico (13453)
Frases (45289)
Humor (18935)
Infantil (4156)
Infanto Juvenil (3232)
Letras de Música (5505)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138700)
Redação (2995)
Roteiro de Filme ou Novela (1058)
Teses / Monologos (2417)
Textos Jurídicos (1934)
Textos Religiosos/Sermões (5249)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Velhos violinos tocam musica... -- 14/01/2017 - 22:37 (Maria Augusta Camargo Schimidt) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
(Inspirada no tema de Ruben Alves, arrisquei algumas notas no velho violino)
Augusta Schimidt

Meus pensamentos metidos a sonhos não esvaziam meu dentro a ponto de me tornar um ventre estéril.
Acredito na vida e negocio com ela o meu tempo. E o tempo vira domingo... Preguiçoso e lento... E eu vivo com gosto de busca, não me importa a idade.
A idade não se manifesta em fotografias amarelas, rugas ou cabelos brancos. Ela é como a musica que o violino toca, quanto mais executada mais afinada fica e os violinos velhos tocam musica... E da boa... A idade laça e abraça calmarias nas situações tempestuosas e dosa a sabedoria quando perdemos o rumo.
E quando o tempo passa da hora, sabiamente nos permite viver num piscar de olhos e ser feliz. Ser valente e ir em frente. Ir aonde nosso coração vai.
O tempo é o professor que nos ensina crescer, a conhecer o limite do fel e do mel, nos ensina a querer ser gente grande ou grande gente.
Sei que um dia terei que partir... Mas ficarão os pássaros, a musica tocada pelo velho violino, as lembranças, a memória, as historias e as saudades.
A morte é inegociável. Com ela não há suborno, por isso não tenho medo de morrer.
Tenho medo é de deixar morrer minha vontade de viver, de ter esperança...
Tenho medo é de não ouvir mais a musica tocada pelo velho violino.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui