Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
15 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A convocação da nova cangaceira -- 04/12/2016 - 07:47 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

A convocação da nova cangaceira


Major Lalá estava a caminhar pelas bandas do deserto no Oriente quando percebeu um míssel sendo pilotado por uma cangaceira do alto sertão pernambucano. Ela fazia zigue-zague procurando o torpedo inimigo que vinha do Atlântico Sul na direção de Lalá. Enquanto Dadá só ficava na moita envolvida com o cangaceiro clandestino vivendo dores agonizantes de prazeres surreais na virada da trincheira, mãe Lica tentava a todo o custo salvaguardar a integridade corpórea da neta Lalá. Do míssel, mãe Lica dava um vôo rasante e com o auxílio de suas inseparáveis vassouras, largava uma voadora no traseiro do comando inimigo. Até que um a um, o comando inimigo foi caindo ao chão chorando com a chupeta na boca.
A partir de então, Lalá destitui a patente de Dadá por negligência na função e nomeia a cangaceira mãe Lica como Coronel Lica e o novo comando do Oriente Ó Linda segue sempre com a artilharia orientada no desorientado quartel bidiônico, sob orientação religiosa do capelão Bidião.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui