Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
102 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O 15 de novembro de todos os anos -- 15/11/2016 - 08:27 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O pé acordou ao som da alvorada do exército e colocou a tropa de pé. Embora seja feriado, terá que prestar homenagem à ao Marechal Deodoro da Fonseca pela coragem e ousadia ao decretar a proclamação da República outrora de tantos portugueses. Alguns pés irão descansar sob a brisa marítima da Sereia das Alagoas, mulher de todos e de ninguém. Está deitada nas areias brancas e finas da Terra mãe de todas as lagoas a esperar que o sol brilhe nas ideias e aqueça o frio da sonolência em estado de vigília.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui