Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
22 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57550 )
Cartas ( 21185)
Contos (12638)
Cordel (10186)
Crônicas (22292)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44327)
Humor (18630)
Infantil (3915)
Infanto Juvenil (2862)
Letras de Música (5480)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138276)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4994)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Igreja Bidiônica -- 12/11/2016 - 17:08 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
IIgreja Bidionica...

Monte das Oliveiras Bidionicas...

Leitura - Major Lalá... Comando Ô Linda do Norte Leão de Aço...


Ao subir no morro da macaca,matadouro do girador Pilar apilado. Rompendo a Alvorada no alto do Novo Pernambuco, terra de Artur Ramos e dos Bagres! Dera Bode...Coral das meninas Bidionicas, canta com voz macia e divina: Eu vim para que todos tenham vida...
Bidiao após a cantar ação de suas noviças do silêncio galo jantado na madrugada. Levantou as mãos abençoando a boa morada e no brilho das auroras e beijou o cálido cálice saboreando o vinho das pisadas uvas: Bem aventurada a luz que as cavernas proporcionaram o gozo do nascer todo dia e o dia todo nas entranhas Manguaba,iniciação de madrugadas tantas nas viagens e seus degraus da escalada escada de Jacó, trilhamos na trindade: Fogo,agua e ar no lá Deus sofrendo dores bem aventuradas em seu calvário na dele Cruz....Ao descer a os degraus de Jacó cheguei a sala de perdidos passos, terra de Marias que cantara a comunhão nas masturbações da humanidade na invocação pão e Circo aos tolos. Vi e ouvi nada a revelar, a multidão no monte das ilusões gente da terra de Bagres, respirei ventos Mãe Manguaba, Lagoa q banha carcamanos no Torrado torrão de ateus a Deus Dará.Falou ao povo: Preciso voltar para Santa caverna e alimentar a bicuda e renovar as energias consumida pelo mundo desigual. Encerando a Santa Missa gritou encansadamente: Madalena,Madalena,Madalena. Tu és meu bem querer...

Palavras da Salvação...
Glória a Voz Bidionica...

Vai a Paz
Padre Bidião....Igreja Bidionica...

Monte das Oliveiras Bidionicas...

Leitura - Major Lalá... Comando Ô Linda do Norte Leão de Aço...


Ao subir no morro da macaca,matadouro do girador Pilar apilado. Rompendo a Alvorada no alto do Novo Pernambuco, terra de Artur Ramos e dos Bagres! Dera Bode...Coral das meninas Bidionicas, canta com voz macia e divina: Eu vim para que todos tenham vida...
Bidiao após a cantar ação de suas noviças do silêncio galo jantado na madrugada. Levantou as mãos abençoando a boa morada e no brilho das auroras e beijou o cálido cálice saboreando o vinho das pisadas uvas: Bem aventurada a luz que as cavernas proporcionaram o gozo do nascer todo dia e o dia todo nas entranhas Manguaba,iniciação de madrugadas tantas nas viagens e seus degraus da escalada escada de Jacó, trilhamos na trindade: Fogo,agua e ar no lá Deus sofrendo dores bem aventuradas em seu calvário na dele Cruz....Ao descer a os degraus de Jacó cheguei a sala de perdidos passos, terra de Marias que cantara a comunhão nas masturbações da humanidade na invocação pão e Circo aos tolos. Vi e ouvi nada a revelar, a multidão no monte das ilusões gente da terra de Bagres, respirei ventos Mãe Manguaba, Lagoa q banha carcamanos no Torrado torrão de ateus a Deus Dará.Falou ao povo: Preciso voltar para Santa caverna e alimentar a bicuda e renovar as energias consumida pelo mundo desigual. Encerando a Santa Missa gritou encansadamente: Madalena,Madalena,Madalena. Tu és meu bem querer...

Palavras da Salvação...
Glória a Voz Bidionica...

Vai a Paz
Padre Bidião....
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui