Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
59 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57517 )
Cartas ( 21184)
Contos (12611)
Cordel (10179)
Crônicas (22288)
Discursos (3141)
Ensaios - (9089)
Erótico (13416)
Frases (44292)
Humor (18621)
Infantil (3907)
Infanto Juvenil (2852)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138244)
Redação (2947)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4986)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A sustentabilidade das relações -- 12/11/2016 - 16:46 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A sustentabilidade das relações

A filosofia bidiônica vive paralelamente e acompanha o que no senso comum reina, sem que aqui estabeleça algum juízo de valor. Na maior parte, o que ocorre é um julgamento lateral de um rótulo que esconde a banalização de todas as formas de ser e sentir. O amor ganhou uma pujança física para se tornar mais atraente, pois a natureza que nele habita permanece incólume quanto ao sentir assentido sem cobranças. O AMOR E NÃO A ROMA, é carente na essência a que realmente se propõe: AMAR, apenas. Gera uma energia enorme e surreal que escapa aos diversos intelectos que anseiam o sentir não intelectualizado. Bidionicamente, o intangível torna-se inatingível porque ele, o AMOR, está acima de todos as formas de vida, e conecta-se ao incomensurável no na finitude do ser.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui