Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
206 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 58669 )
Cartas ( 21225)
Contos (12996)
Cordel (10256)
Crônicas (22149)
Discursos (3159)
Ensaios - (9332)
Erótico (13465)
Frases (45873)
Humor (19089)
Infantil (4324)
Infanto Juvenil (3488)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1335)
Poesias (137829)
Redação (3031)
Roteiro de Filme ou Novela (1059)
Teses / Monologos (2423)
Textos Jurídicos (1940)
Textos Religiosos/Sermões (5387)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Estima desestimada -- 12/11/2016 - 16:35 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
. Estima desestimada que não estima quando não aplica porque estima não há nessa terra de ninguém sem coração onde o que brilhe é a falta de estima surrupiada pela tristeza do sono que não finda porque a falta de estima é grande e a falta de respeito também.

Não preciso de estima pois não tenho nada a estimar nesse mundo tão vil onde o que vale é a falta de estima de tanta gente em sua dor surrupiada.

Sou sem estima nesse mundo hostil que não consagra a hóstia do pão sagrado porque vive a endeusar a beleza tênue entre o fulgaz e a vulgaridade e impede o real existir num jogo de interesses monetários que a tudo serve.

Beleza monetária que fala e adorada é num jogo de interesses que destroem a essência do existir para viver e depois morrer.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui