Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
102 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57505 )
Cartas ( 21184)
Contos (12608)
Cordel (10177)
Crônicas (22283)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44277)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2849)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138234)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O desabafo de Bidião -- 11/11/2016 - 16:52 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O desabafo de Bidião com a Major Lalá


Numa manhã ensolarada, Bidião estabelece uma conexão telefônica para dar umas ideias e sugestões bidiônicas a Major Lalá. A primeira que vem à mente é propor que o título por ele sugerido "Trocamos a floresta de Pau Brasil por um Laranjal...." .
Ele sente necessidade de colocar a cintura na razão cerebral, pois já está cansado de raciocínios lógicos da cintura pra baixo. O mercado comum do mundo capitalista, sugere que os neurônios na ideia comum fiquem lotados do umbigo para a sola do pé para facilitar o desfile de mentes lindas, maquiadas e gostosas e assim atrair possíveis compradores ou tomadores de empréstimos. Revoltado então com esse posicionamento do mercado, decide afilar o cérebro a fim de garantir o jogo de cintura frente ao capital, e conseguir fechar negócio com o projeto de lançamento de cagadas bidiônicas ao espaço com destino à Marte. Prefere então alocar o espaço terrestre apenas para junto com os avestruzes, deixar sua cabeça enterrada à mãe Terra. Quer ouvir a opinião do pequenos vermes que a adubam, seguir a rota em direção ao velho Chico e ouvir o que os pequenos coliformes fecais terrestres tem a dizer com relação às altas taxas de juros para se viver no plano terráqueo.
Seu projeto é cagar então no espaço sideral, pois lá as cagadas não precisam pagar impostos, altas taxas de juros e os neurônios ganham a liberdade de pensar, agir e viver produzindo cada vez mais ideias bidiônicas de amplo entendimento sideral, livre dos abusos de aplicação de taxas que censuram e bloqueiam o mundo bidiônico.
Lalá atenta e sentindo um certo desconforto pela não aceitação da filosofia bidiônica por parte dos empíricos terráqueos, resolve apoiá-lo nessa empreitada, rumo à Marte.


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui