Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
10 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57504 )
Cartas ( 21184)
Contos (12607)
Cordel (10177)
Crônicas (22282)
Discursos (3141)
Ensaios - (9088)
Erótico (13416)
Frases (44276)
Humor (18618)
Infantil (3903)
Infanto Juvenil (2848)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138230)
Redação (2946)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2411)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4981)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->Jardim lunático -- 10/11/2016 - 15:49 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O jardim lunático cheio de esperanças nas asas da esperança tem o verde articulado nas artículas das asas que tiveram o vôo adiado por falta de fotossíntese. O céu a contrastar com o brilho solar que sozinho está no verde a sobrevoar o pútrido que rouba a o que não há. A verdança leve e fria sobrevoa um tem o vôo arrematado pra buscar pousos além do eu, desconecta a sociedade vil e hipócrita que admira a futilidade e a superficialidade de sentimentos. Tomba pesada porque o vil metal ordena a derrubada da essência. Voa... Voa... Voa... Linda esperança!! Trilha os oceanos, dribla o vil metal... Não precisarás aonde fores.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui