Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
242 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57930 )
Cartas ( 21204)
Contos (12788)
Cordel (10234)
Crônicas (22050)
Discursos (3145)
Ensaios - (9188)
Erótico (13452)
Frases (45012)
Humor (18870)
Infantil (4086)
Infanto Juvenil (3112)
Letras de Música (5496)
Peça de Teatro (1328)
Poesias (138513)
Redação (2983)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2416)
Textos Jurídicos (1932)
Textos Religiosos/Sermões (5181)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->O galinheiro de Bidião -- 10/11/2016 - 15:02 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O galinheiro de Bidião


Dia de domingo e lá vem Bidião a cuidar das frenéticas galinhas. Umas estavam a chocar os ovos, enquanto outras ainda eram franguinhas mas roliças. A ração que a elas dava era um suplemento bidiônico a base de avevita bidionicamente modificada e testada em laboratório. Algumas delas até sentiam de longe a aproximação do venerado e amado proprietário. Bidião ama os animais, tanto que dominicalmente, ao galinheiro se dirige e dispõe a conversar com as amadas bípedes. A gratidão que elas sentem por ele é tão grande que gera ciúmes aos galos de prontidão. Mas como fêmea é fêmea e macho é macho, a ração a ser dada é composta de uma mistura de erva cidreira para os ânimos acalmar e assim Bidião poder suas galinhas alimentar. Elegantes e charmosas, elas reinam e continuam a chocar seus ovos bidiônicos. Quando finalmente o papo está cheio, Bidião fica satisfeito ao perceber que no galinheiro reina a paz sob as bênçãos da santa pomba.


Vão à paz fiéis galinhas!!


Bidião
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui