Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
14 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57535 )
Cartas ( 21185)
Contos (12631)
Cordel (10185)
Crônicas (22291)
Discursos (3141)
Ensaios - (9093)
Erótico (13416)
Frases (44315)
Humor (18629)
Infantil (3912)
Infanto Juvenil (2858)
Letras de Música (5479)
Peça de Teatro (1320)
Poesias (138263)
Redação (2948)
Roteiro de Filme ou Novela (1056)
Teses / Monologos (2412)
Textos Jurídicos (1926)
Textos Religiosos/Sermões (4990)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A falência do proletariado -- 09/11/2016 - 15:14 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A falência do proletariado.

Ser pessoa física em um país que posterga ou mesmo não prioriza os cuidados com a saúde e educação, representa um esforço fora do normal para manter-se estabilizado. Acredito que o ideal seria que já nascêssemos como pessoa jurídica de grande porte, com a única obrigação de alimentar pontualmente a besta fera esfomeada dos juros bancários. Para entender a matemática financeira dos bancos, só sendo igual a eles. Os grandes "crocodilos" do mundo capitalista representam a rede de descanso de gerenciamento de montantes financeiros infinitos com sede bancária. Se alimentam do proletariado e do pequeno empreendedor que diariamente são nocauteados com juros exorbitantes para tapar crateras monetárias. Dão a César o que é de César. Só efetuam cálculos na base do saldo positivo por pura incompetência, aliada claro, à lei do menor esforço.
A classe trabalhadora brasileira e os pequenos empresários representam os animais de carga a trabalhar para manter os moinhos dos grandes "engenhos"a todo o vapor. O lema de "pequenas empresas grandes negócios",na prática está sem efeito, bem como ser cidadão trabalhador é viver em eterna falência financeira. A quem isso de fato interessa? A nossa existência funciona como a mina de ouro dos grandes articuladores financeiros que tecem sua rede de cadafalso para satisfazer a fome de juros jurados e mentirosos.
"... Roda moinho, roda peão.." E vive a tua sina.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui